Como obter sucesso na carreira profissional

Publicado em 13/10/2006, revisado em 21/10/2011

Grandes carreiras não caem do céu. As pessoas têm sucesso profissional porque trabalham para isso aplicando técnicas eficientes, consciente ou inconscientemente. Essas pessoas são as primeiras a serem promovidas, suas carreiras avançam rapidamente. Eles produzem mais com eficiência, tornando a experiência dos clientes mais agradável.  

Empresas e carreiras lineares estão terminando. Já se foi o tempo que a previsibilidade era uma constante, onde os processos tinham uma ordem e era fácil trocar de segmento. Como empregado você tinha sua parcela de responsabilidade. Se você era um profissional de vendas, seu trabalho era vender um produto especifico em um determinado território. Agora com as novas tecnologias, fusão de empresas, a intensa competição e a mudança de paradigma da economia antes baseada na produção e agora baseada no conhecimento causaram fortes transformações nas empresas. Hoje as empresas buscam flexibilidade e alternativas para se adaptar as constantes mudanças econômicas. Obviamente, exigi-se isso dos funcionários. Isso traz boas e más notícias aos empregados.

A má notícia é que você não está mais seguro no seu emprego. As atividades estão sendo “quebradas” em componentes que não necessitam ser realizadas por empregados full-time e contratos em regime CLT, conhecida como “carteira assinada”.

A boa notícia é que isso amplia as possibilidades para novas iniciativas e crescimento profissional. É uma oportunidade para você ampliar seus rendimentos, fundando sua própria empresa.

Compreenda que esses profissionais entendem e gerenciam os seguintes componentes na sua carreira profissional: Desejos, Habilidades, Temperamento e Bens.

Para entender quais são seus desejos faça uma lista com todos os seus desejos tanto pessoais quanto profissionais. Agora separe os desejos das vontades. Qual a diferença? Os desejos são aquelas coisas tangíveis. As vontades são aqueles sonhos que todos gostaríamos de realizar, por exemplo, fazer um cruzeiro pelo Mediterrâneo com o seu próprio iate muito bem acompanhado. Entretanto, os sonhos escondem seus desejos. Avalie bem a lista para extrair seus reais desejos. A partir daí escreva planos para atingir seus objetivos.

As habilidades são as coisas que você faz bem. Não apenas suas habilidades técnicas, mas também suas habilidades no relacionamento com pessoas; trabalho em equipe; como resolver conflitos, etc. Entenda quais são suas principais habilidades e aperfeiçoe-as constantemente. Dê mais prioridade no aperfeiçoamento de suas habilidades principais do que desenvolver aquelas que você tem dificuldades. O esforço para atingir um nível aceitável é muito maior do que aperfeiçoar suas habilidades principais. Muitas vezes é mais eficaz pedir ajuda para pessoas que possuem tais habilidades.

O temperamento está relacionado com sua personalidade e estilo. Basicamente, existem quatro tipos de estilos, segundo Alfredo Castro e Valeria José Maria: Analítico, Controlador, Experimental e Relacional. O analítico trata os fatos de forma lógica e racional. O controlador organiza os fatos de forma realista e cronológica. O experimental visualiza os fatos de forma intuitiva e global. O relacional trata os fatos de forma expressiva e interpessoal. O primeiro ponto é saber qual dos estilos é dominante em você. Esse conhecimento levará você a entender seus próprios comportamentos e como você se relaciona com o mundo.

Os bens são coisas que você possui e que ninguém pode lhe tirar. Por exemplo, sua educação, sua experiência em um grande projeto, seu poder de persuasão e influência nas pessoas. Sua obsessão por conseguir algo pode ser um bem. Entretanto, você pode não saber que possui um bem se não houve oportunidade para prová-lo. Você só poderá saber que possui um poder persuasivo se lhe for dado à oportunidade de se comunicar com pessoas. Fato que pode não acontecer com frequência se você for um programador. Por isso, nunca perca uma oportunidade de fazer algo diferente para que você possa descobrir quais são os seus bens.

Entendendo suas características e habilidade é possível direcionar sua carreira para o sucesso. Como empregado em uma empresa você deve continuamente agregando valor ao seu trabalho e a você. Segue nove maneiras para você aumentar o valor do seu trabalho:

  1. Esteja sempre no caminho crítico do trabalho. Atividades que fazem parte do caminho crítico são de atividades que agregam valor ao negócio. Se você não vê nenhuma conexão entre o seu trabalho e o caminho crítico procure formas de entrar no caminho crítico ou o seu trabalho é dispensável.
  2. Pratique o autogerenciamento. Procure formas de tornar seu trabalho mais efetivo e produtivo, agregando valor ao negócio.
  3. Estabeleça relacionamento com especialistas. Amigos, colegas, fornecedores e antigos colegas de outras empresas devem fazer parte da sua rede de contatos. A rede de relacionamento só funciona quando as pessoas podem trocar experiências. Para tanto, identificar o que você pode trocar com outras pessoas.
  4. Procure ser recomendado para especialistas. Toda a vez que alguém te recomendar para outros demonstre seu reconhecimento e quando tiver uma oportunidade recomende-o.
  5. Analise os problemas pela perspectiva dos outros. Se colocando na pele da outra pessoa podemos avaliar melhor um dado problema. Isso incluir seus colegas de trabalho, seus clientes, seus competidores e a gerência da sua empresa.
  6. Trabalhe em equipe para conseguir alto desempenho. Trabalho em equipe aumenta, exponencialmente, a capacidade de trabalho e criatividade, agregando valor ao negócio.
  7. Seja um seguidor especialista e um líder. Se você trabalha seguindo orientação da empresa procure fazê-lo da melhor forma possível, liderando iniciativas para atender as expectativas.
  8. Conheça a organização informal da empresa. O poder nem sempre está na organização formal. Muitas vezes alguém que não está no topo da estrutura organização possui mais poder que um diretor ou gerente. Você deve conhecer essa estrutura e trabalhar para que essas pessoas conheçam o seu trabalho.
  9. Conheça a cultura de sua empresa. Cada empresa possui sua “cultura” que governa as coisas na empresa. Desde a forma como as pessoas devem se vestir, como as pessoas atendem as reuniões e como as decisões são tomadas. Aprenda a aceitar essas práticas, mantenha seus olhos abertos e peça ajuda quando necessário.

Se você puder movimente-se na organização, trocando de chefes e de departamentos você está numa situação confortável, entretanto se você se encontra em uma posição desconfortável procure trocar de empresa para não prejudicar o desenvolvimento de sua carreira.